PFL deve apoiar governo mas dará liberdade a ACM

A Executiva Nacional do PFL encerrou sua reunião reafirmando o compromisso do partido em manter o apoio ao governo Fernando Henrique Cardoso. Foi aprovada uma resolução do PFL, com seis pontos, na qual o partido afirma que o programa de ação apresentado pelo governo, com uma agenda para o biênio 2001-2002, converge em linhas gerais com o programa do PFL "e algumas de suas melhores ações têm sua origem, na verdade, em iniciativas do PFL".Em relação às denúncias de ACM contra o governo, a nota afirma que "o PFL, fiel à sua natureza democrática, soube e saberá sempre conviver com as diferenças de opinião e a liberdade de pensamento, valorizar e prestigiar suas lideranças, ainda quando divergem, servindo, incondicionalmente, ao interesse público".O partido reafirma também o seu compromisso com a continuidade e o aprofundamento das reformas e, por isso, "a nação e o governo continuarão a contar com o apoio do partido". "Renovamos por fim, perante a nação nosso permanente compromisso com a ética na política e a moralidade na administração pública", diz a nota do partido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.