PFL decide não lançar candidato à presidência do Senado

O PFL decidiu não lançar candidato próprio à presidência do Senado para concorrer com o candidato indicado pelo PMDB ao cargo, senador Ramez Tebet (MS), mas liberou o voto de sua bancada na sessão de hoje à tarde para escolha do sucessor do senador Jader Barbalho (PMDB-PA). Com isso, o PFL decidiu respeitar a proporcionalidade partidária, que confere ao PMDB, como maior partido na Casa, o direito de indicar o futuro presidente do Senado. Durante a reunião, os pefelistas constataram que a indicação de Ramez Tebet, que deixa o Ministério da Integração Nacional, é uma interferência direta do Palácio do Planalto no processo sucessório do Senado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.