PFL adia decisão sobre o Senado

O PFL adiou para terça-feira da próxima semana, véspera da eleição dos futuros presidentes da Câmara e Senado, a reunião da bancada de senadores que definirá a posição sobre a sucessão do senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA). Com problemas internos, agravados com a intransigência do candidato do partido à presidência da Câmara, Inocêncio Oliveira (PE), a direção do PFL espera que, com mais tempo, possa encontrar uma solução que reunifique o partido e não o distancie do governo. A busca do equilíbrio é o tom da conversa que o presidente nacional do PFL, senador Jorge Bornhausen (SC), está tendo com Inocêncio. A idéia é evitar mais danos ao partido e convencer o líder a adotar uma postura menos radical nestas duas semanas que antecedem a eleição para as presidências da Câmara e Senado, marcada para 14 deste mês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.