PF vai investigar violação de sigilo de caseiro

O ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, anunciou que a Polícia Federal abrirá nesta terça-feira o inquérito para investigar a quebra ilegal do sigilo bancário do caseiro Francenildo Santos Costa. "Esse inquérito vai ser aberto, vai ser investigado com todo o rigor", disse.Thomaz Bastos garantiu que não haverá problema da Polícia Federal investigar a si mesma, se for necessário. "Tenho a certeza que vai ser um inquérito bem conduzido, que vai apurar um crime grave, que é freqüente no Brasil", afirmou. "Tem havido vazamentos que ficam impunes, mas temos que começar uma cultura de respeito à privacidade das pessoas. Por isso a Polícia Federal vai abrir esse inquérito amanhã."O extrato bancário usado para tentar desmoralizar o caseiro Francenildo dos Santos Costa foi retirado da Caixa Econômica Federal (CEF) no horário em que ele estava na Polícia Federal tratando de sua proteção pessoal: às 20h58 de quinta-feira passada, dia 16.A constatação põe em xeque a Polícia Federal e o Ministério da Fazenda, onde cópias do extrato começaram a circular ainda na quinta-feira. Segundo senadores da oposição, que tiveram acesso ao documento, isso indica que alguém na PF quebrou o sigilo bancário de Costa de forma ilegal e arbitrária.

Agencia Estado,

20 de março de 2006 | 20h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.