PF vai investigar irregularidades em contratos do Senado

Investigação será específica sobre os empréstimos consignados; MPF espera investigar também caso Zoghbi

Agência Brasil ,

13 de maio de 2009 | 19h08

A pedido do Ministério Público Federal (MPF), a Polícia Federal abriu nesta quarta-feira, 13, inquérito para investigar eventuais irregularidades nos contratos firmados pelo Senado com instituições financeiras contratadas para conceder empréstimos consignados a servidores da Casa, com desconto mensal em folha de pagamento.

 

Veja Também:

link Entenda o caso Zoghbi

 

O requerimento feito pelo procurador Gustavo Pessanha Velloso, da Procuradoria Geral da República no Distrito Federal, chegou à Superintendência da PF em Brasília, que, prontamente, acatou o pedido, instaurando o inquérito. O delegado Gustavo Buquer será o responsável por conduzir as investigações, que ainda não têm prazo para conclusão.

 

Segundo a assessoria da Polícia Federal, a investigação será específica sobre os empréstimos consignados, não sendo possível, ainda, afirmar que vá se estender a outras denúncias.

 

O MPF, no entanto, espera que, ao investigar o suposto esquema, a PF também averigue a acusação feita pelo ex-diretor de Recursos Humanos do Senado João Carlos Zoghbi. Segundo Zoghbi, o ex-diretor geral do Senado Agaciel Maia teria montado um esquema para fraudar contratos de terceirização de serviços prestados ao Senado.

 

Zoghbi é o principal alvo das denúncias sobre irregularidades nos empréstimos consignados. Ele é acusado de criar empresas de fachada para intermediar os empréstimos feitos aos servidores da Casa. A ex-babá de Zoghbi consta como sendo sócia majoritária de três dessas empresas. Apesar das suspeitas, o ex-diretor só deixou o cargo após a imprensa divulgar que, irregularmente, ele teria cedido um apartamento funcional a seu filho.

Mais conteúdo sobre:
Polícia FederalSenado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.