PF vai investigar denúncias contra Jader

O Procurador-Geral da República, Geraldo Brindeiro, protocolou neste sábado na Polícia Federal pedido de abertura de inquérito para investigar as denúncias feitas pela revista IstoÉ contra o presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA). De acordo com a revista, Jader teria chefiado um esquema de venda de Títulos da Dívida Agrária (TDAs) emitidos irregularmente quando ele era ministro da Reforma Agrária, no governo Sarney. Segundo fontes da Procuradoria, Barbalho havia solicitado a Brindeiro que abrisse um inquérito para processar a revista.No ofício encaminhado hoje para o diretor-geral da Polícia Federal, Agílio Monnteiro, o Procurador-Geral da República pede para que Jader Barbalho, à convite, seja ouvido pela PF. Além disso, Brindeiro solicitou que a PF ouça outros envolvidos na denúncia como o banqueiro e pecuarista Serafim Rodrigues de Moraes e sua esposa Vera Arantes Campos, o empresário Vicente de Paula Pedrosa da Silva entre outros.Brindeiro também solicitou à PF uma perícia da fita de áudio que a revista teve acesso, com a gravação da conversa entre o advogado e sub-procurador da República aposentado Gildo Ferraz e o banqueiro e pecuarista Serafim de Moraes, onde teria sido revelado o esquema de venda de TDAs do presidente do Senado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.