'PF tem o apoio do governo', disse Lula, segundo fonte

Em encontro realizado hoje com o ministro da Justiça, Tarso Genro, e o diretor interino da Polícia Federal (PF), Romero Menezes, no Palácio do Planalto, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva passou o recado de que o governo valoriza e defende o trabalho dos agentes. "A Polícia Federal deve ser um órgão de primeiro nível no combate à corrupção e ao crime organizado", disse, segundo um interlocutor. "Tem todo o apoio deste governo."A reunião, mantida em sigilo durante a manhã pelos assessores do governo, foi promovida por Genro. Na terça-feira, quase no mesmo horário, Lula recebia no gabinete o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, e a PF anunciava o afastamento do delegado Protógenes Queiroz do comando das investigações da Operação Satiagraha.No encontro de hoje com o ministro da Justiça e Menezes, Lula voltou a fazer elogios à polícia. "O trabalho da Polícia Federal é exemplar", disse hoje o presidente, apurou a reportagem. Genro fez na audiência de hoje com o presidente um balanço da Satiagraha e deu garantias de que a relação do governo com a polícia estará dentro da normalidade. Menezes chegou a ressaltar, na reunião, que os delegados gostaram da entrevista do dia anterior em que Lula repudiou "especulações" de interferência política.Genro propôs, e o presidente aceitou, que a PF divulgasse ainda hoje trechos do encontro de parte da cúpula da polícia, ocorrido na segunda-feira, em São Paulo, em que ficou acertado o afastamento de Protógenes Queiroz das investigações. Na avaliação de Genro, era uma forma de dar "um ponto final" nas suspeitas de interferência política, segundo informou uma fonte do governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.