Edilson Rodrigues/Agência Senado
Edilson Rodrigues/Agência Senado

PF solta diretor da Polícia Legislativa do Senado

Pedro Ricardo Araújo Carvalho foi preso temporariamente durante Operação Métis, que mirava em esquema de contrainteligência para favorecer senadores alvo de investigações

Fábio Fabrini, O Estado de S. Paulo

26 Outubro 2016 | 08h13

BRASÍLIA - O diretor da Polícia Legislativa do Senado, Pedro Ricardo Araújo Carvalho, foi solto na terça-feira, 25, pela Polícia Federal. Carvalho saiu da prisão em Brasília perto de meia-noite, segundo investigadores da PF.

Ele e outros três policiais legislativos do Senado foram presos temporariamente na sexta-feira, 21, durante a Operação Métis, deflagrada para desarticular suposto esquema de contrainteligência executado por policiais do Senado para favorecer senadores alvo de investigações.

O prazo da prisão temporária de Carvalho - de cinco dias - venceu e não houve pedido de renovação. Os outros três policiais já haviam saído da prisão antes de Carvalho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.