PF retira garimpeiros da reserva dos cintas-largas

A Polícia Federal conseguiu retirar todos os garimpeiros da terra dos índios cintas-largas, emRondônia, e mantém agentes nas estradas que dão acesso à reserva Roosevelt para evitar a exploração de diamantes no local. Agentes sobrevoam a área de helicóptero, para evitar que aviões pousem nas quatro pistas da Funai existentes na área.O garimpeiro Moacir Mendes Souza, de 40 anos, disse que agora não há a menor possibilidade da entrada de brancos nareserva. "É impossível ultrapassar as barreiras montadas pelos federais. Quem permaneceu lá após o massacre das 29pessoas teve que sair quando acabou a comida e não conseguiu voltar", explica.O superintendente da PF em Rondônia, delegado Marco Aurélio de Moura, disse que nos últimos dias não houve problemasentre agentes e índios."Em operações anteriores aconteceram desentendimentos. Os caciques queriam que retirássemos alguns garimpeiros edeixássemos os que trabalhavam para eles. Isso não podemos aceitar", afirma.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.