PF quer punir secretário do RJ

A Polícia Federal estuda a possibilidade de pedir a punição do secretário de Segurança Pública do RJ, Josias Quintal, por violação das leis colombianas. O motivo é o fato de Quintal ter dito que interrogou o traficante Fernandinho Beira-Mar ontem, por uma hora. Beira-mar está preso na Colômbia. "Ele poderá responder por suas atitudes", disse o adido da PF em Bogotá, César Nunes. "Nem nós e nem ele poderíamos interromper o trabalho das autoridades colombianas."O delegado chamou Quintal de "marqueteiro" e disse que ele não tem autoridade para empreender negociações com relação a Beira-Mar. "Isso cabe ao governo brasileiro, através da PF, e ao governo colombiano." Apesar da irritação de seu subordinado, o ministro da Justiça, José Gregori, negou, durante visita ao Rio, que haja polêmica entre autoridades no episódio Beira-Mar. "Não há polêmica, não há farpas, não há razão para disputas", garantiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.