PF quer acesso a dados de segurança do Planalto

A Polícia Federal pediu ao ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, Jorge Armando Félix, dados da segurança do Palácio do Planalto que permitam identificar quem entrou e quem saiu do setor da Casa Civil em que foi feito o dossiê com gastos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.A suspeita de que os computadores foram violados foi levantada pela ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, na sexta-feira passada. De posse dos dados, a PF poderá identificar se alguém invadiu a Casa Civil para copiar o dossiê e depois divulgá-lo.Além dos dados da segurança do Planalto, o delegado Sérgio Menezes pode, nos próximos dias, pedir cópias dos arquivos de mais computadores da Casa Civil. A suspeita é de que outros funcionários podem ter usado a rede da Presidência para acessar e divulgar dados sigilosos.Na terça-feira, agentes da PF apreenderam cinco lap tops e dois computadores de mesa - e não seis, como havia divulgado anteriormente - que eram usados por seis funcionários da Casa Civil para digitalizar os documentos em papel que continham os gastos de Fernando Henrique. Além dessas máquinas, esses servidores tinham computadores próprios na Casa Civil. Esses equipamentos também podem ser requisitados, porque as informações podem ter sido copiadas de uma máquina e repassadas por outra. Segundo o delegado, só depois da perícia e da análise desses novos dados começarão os depoimentos. A PF avalia que os responsáveis pelo vazamento devem ser enquadrados no artigo 325 do Código Penal. Por esse artigo, porém, Menezes pode ir além da punição de quem divulgou dados sigilosos - o que confirma a decisão do delegado de perguntar ao responsável pelo vazamento quem ordenou que o dossiê fosse feito, quem deu a ordem para divulgá-lo e com que finalidade.

Fausto Macedo e Felipe Recondo, BRASÍLIA, O Estadao de S.Paulo

11 de abril de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.