PF prende um diretor da Iesa Óleo e Gás

A Polícia Federal prendeu nesta manhã o diretor da Iesa Óleo e Gás, Otto Garrido Sparenberg, e cumpriu mandados de busca e apreensão na casa do presidente da empresa, Valdir Carrero, nas sedes da Iesa e da controladora do grupo, Iapi. A empresa e o executivo são investigados na sétima fase da Operação Lava Jato, deflagrada nesta sexta-feira, 14. A operação apura desvio de R$ 10 bilhões da Petrobras.

ANDREZA MATAIS, Estadão Conteúdo

14 de novembro de 2014 | 09h40

A Iesa Óleo e Gás tem contratos com a petroleira e repassou R$ 400 mil para a Costa Global Consultoria e Participações, de propriedade do ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa, que aceitou delatar o esquema de corrupção na Petrobras em troca de redução de pena.

O jornal O Estado de S. Paulo informou com exclusividade, nesta manhã, que entre os presos nessa fase da Lava Jato, está o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque. Assim como Paulo Roberto, ele usava a diretoria que comandava na petroleira para atrair contratos com empreiteiras que aceitassem pagar propina dentro de um esquema que alimentava partidos políticos como PT, PP e PMDB.

Tudo o que sabemos sobre:
Lava JatoprisãoIesa Óleo e Gás

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.