PF prende sócio de indústria de cigarro paraguaia

Em sigilo, a Polícia Federal de Ribeirão Preto participou da Operação Nicotina, no início da manhã desta quarta-feira, para cumprir o mandado de prisão preventiva contra Dalton de Paula Freitas Filho.O detido é pecuarista na região, mas tem sociedade numa indústria de cigarros, em Hernán Darias, no Paraguai, que distribuía no Brasil os produtos "falsos" com marca brasileira Derby, da Souza Cruz.Computadores e documentos foram apreendidos no escritório de Freitas Filho, no Centro. Ele será levado e interrogado em Foz do Iguaçu (PR), onde foi aberto o inquérito pelo delegado Joaquim Mesquita.Segundo o delegado da PF de Ribeirão Preto, Wilson Perpétuo, simultaneamente outras unidades da PF, em outras regiões, prenderam os três sócios de Freitas Filho na indústria de cigarros paraguaia.Freitas Filho foi detido em sua casa, num condomínio fechado do distrito de Bonfim Paulista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.