PF prende sete acusados de envolvimento em fraude com merendas

Quadrilha que teria desviado cerca de R$ 8 mi da merenda escolar bancada pelo governo

Ricardo Rodrigues, especial para O Estado de S.Paulo,

21 de outubro de 2010 | 12h46

MACEIÓ (AL) - Uma operação da Polícia Federal de Alagoas, deflagrada na manhã desta quinta-feira, 21, já prendeu sete pessoas em Maceió e nos municípios de Arapiraca, Lagoa da Canoa, Limoeiro de Anadia, Craíbas e Traipú. Ao todo, oito mandados de prisão foram expedidos pela 8ª Vara da Justiça Federal, com sede em Arapiraca, a 142 quilômetros da capital. Os presos são acusados de envolvimento numa quadrilha que teria desviado cerca de R$ 8 milhões da merenda escolar, bancada pelo governo federal.

 

De acordo com informações da assessoria da PF de Alagoas, a denúncia é fruto de uma investigação que durou mais de seis meses. Os presos - cujos nomes ainda não foram revelados, nem a participação exata de cada um nos crimes - podem receber até 19 anos de prisão com base nos artigos 288 e 312, referentes à formação de quadrilha e peculato. Ao todo, a PF estaria executando 16 mandados de buscas e apreensões.

 

A 'Operação Caeté', como foi denominada pela PF, teve participação conjunta do Ministério Público Federal (MPF), Controladoria Geral da União (CGU) e Secretaria da Fazenda (Sefaz). Durante toda a manhã, a movimentação foi intensa em frente ao prédio do Instituto Médico Legal de Maceió, onde os presos foram submetidos a exames, antes de serem levados para a carceragem da PF.

 

Segundo as primeiras informações sobre a operação, os policiais chegaram até a sede da Prefeitura em Lagoa da Canoa. Já em Arapiraca, guarnições teriam parado em dois supermercados e três residências, cujos proprietários ainda não foram identificados. Os delegados federais Maurício Coelho Rocha e André Santos Costa comandam a operação e devem prestar outras informações à imprensa às 15 horas, em entrevista coletiva na sede da PF, em Maceió.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.