PF prende prefeito de cidade no Acre por ocultar bens

Prefeito é suspeito de desvio de dinheiro e corrupção e é investigado pela Operação Maltha

Estadão.com.br

12 de março de 2012 | 16h17

A Polícia Federal prendeu em flagrante, na manhã do último domingo, 11, o prefeito de Marechal Thaumaturgo, no Acre, e um primo dele, suspeitos de ocultação de bens. Randson Oliveira Almeida (PMDB/AC) foi afastado da administração do município por determinação da Justiça no fim do ano passado e retornou à prefeitura por força judicial na semana passada.

 

Segundo a PF, Almeida passou o nome de sua casa na cidade de Cruzeiro do Sul, avaliada em R$ 1 milhão, para a empresa do primo para evitar fiscalizações que ocorriam no município. A PF começou a investigar o prefeito na Operação Maltha, em setembro de 2011. Um mês depois, ele foi afastado após um pedido do Ministério Público por crimes contra a administração pública.

 

De acordo com a PF, o prefeito ainda foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) por um desvio de mais de R$ 3 milhões do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), conforme avaliação do Tribunal de Contas do Acre. Almeida e o primo dele foram levados para a Superintendência da Polícia Federal em Cruzeiro do Sul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.