PF prende duas supostas fraudadoras do INSS

A Polícia Federal prendeu na última quinta-feira duas supostas fraudadoras do INSS. Lígia Andréa Anastácio da Silva e Ana das Graças Fróes da Silva foram detidas em pontos diferentes da cidade quando sacavam benefícios da Previdência Social obtidos de forma ilegal.A primeira estava perto de uma agência do Banco do Brasil e retirou R$ 1.080,00 em nome de Marlene Câmara Dias. A segunda, perto de uma agência do Itaú, de onde retirara R$ 679,58, em seu próprio nome.Lígia mora em um condomínio de luxo e é parente de Ivan e Átila Anastácio da Silva, ambos já condenados por fraudes contra a Previdência. Ela teve um automóvel Golf, documentos e agendas apreendidos.As duas mulheres foram levadas para o Presídio Feminino Nélson Hungria, no Complexo Penitenciário da Frei Caneca, no centro, e podem ser condenadas a pagamento de multa e à pena de até 5 anos de prisão, que pode ser aumentada em um terço por ser crime contra autarquia federal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.