PF prende dois suspeitos na fraude dos selos no RS

A Polícia Federal prendeu hoje o ex-diretor de serviços administrativos da Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul Ubirajara Amaral Macalão e o motoboy Claiton Costa Alves, em Porto Alegre. Os dois são acusados de ofertar ao mercado, com deságio, selos comprados e pagos pelo parlamento gaúchos. Os desvios já teriam causado prejuízo de pelo menos R$ 3,3 milhões aos cofres públicos. O superintendente da Polícia Federal, delegado Ildo Gasparetto, explicou que a Justiça emitiu os mandados de prisão temporária para evitar eventual destruição de provas. As investigações feitas até agora indicam que os selos eram comprados por Macalão, que também adulterava as notas fiscais emitidas pelos Correios, e distribuídos por Alves. A Justiça também autorizou a quebra do sigilo fiscal, bancário e telefônico dos dois e deu mais 90 dias de prazo para a conclusão do inquérito. As novas investigações devem indicar outros envolvidos, como os compradores dos selos. Como estava hospitalizado numa clínica, Macalão prestou depoimento e seguirá seu tratamento, mas sob vigilância da polícia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.