Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

PF prende contrabandistas de diamantes em RO

A Polícia Federal de Rondônia prendeu um israelense e dois brasileiros acusados de integrar uma quadrilha internacional de contrabando de diamantes. Eles foram presos com 44 pedras de diamante, um comprovante de depósito bancário no valor de R$ 111 mil e uma passagem área São Paulo-Jerusalém, em nome do israelense de Yair Assis, 52 anos.As pedras haviam sido extraídas ilegalmente de dentro da Reserva Indígena Roosevelt, em Cacoal (RO), informou o superintendente da PF de Rondônia, Severino Moreira da Silva. Além do israelense também foram presos o comerciante de Ribeirão Preto (SP), Carlos César Manhas, 40, e o cuiabano Francisco Sales de Santana, 55. A quadrilha está presa na carceragm da PF em Porto Velho.Eles foram presos durante uma operação para a retirada de aproximadamente três mil garimpeiros da área. Sem prazo para terminar, a operação conta com reforço do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Fundação Nacional do Índio, Polícia Militar do Estado e mais de 50 índios do grupo Cinta-Larga.Em nota, a PF de Rondônia confirma que os presos confessaram o crime. As pedras eram legalizadas em Nova York e vendidas no mercado internacional. Os diamantes apreendidos serão periciados no Instituto Nacional de Criminalística (INC), em Brasília. Segundo o delegado Severino Moreira, a quadrilha comprava diamantes de garimpeiros e dos índios e os vendiam para Yair, que levava as pedras para Israel. Os agenciadores recebiam R$ 100,00 por dia trabalhado e R$ 500,00 por mês. A polícia chegou até a quadrilha através de denúncia anônima.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.