PF prende 12 por fraude no INSS no Maranhão

A Polícia Federal prendeu nesta quinta-feira pela manhã 12 pessoas envolvidas num esquema de fraude de aposentadorias e benefícios do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) em São Luís. Pelo menos um funcionário do INSS, Rubens César Araújo Figueiredo, foi preso.A operação, batizada de "Desmanche", é resultado do trabalho de uma força tarefa do Ministério da Previdência Social (MPS), Ministério Público Federal e Polícia Federal (PF), que vem investigando a atuação da quadrilha desde outubro do não passado depois que o INSS recebeu duas denúncias - um anônima e outra de um segurado - contra o funcionário preso.O rombo está estimado em R$ 1,8 milhão nos 130 processos fraudulentos analisados até agora. Junto com os acusados foram encontrado 180 cartões magnéticos que eram usados para sacar os benefícios de segurados.O golpe consistia em conceder benefícios do Loas, aposentadorias por tempo de serviço e por tempo de contribuição. Em alguns casos, Rubens indicava uma empresa de consultoria para agilizar o processo e depois vendia benefícios por até R$ 10 mil. Segundo a Polícia, ele ainda chegou a tomar empréstimos consignados em nome de segurados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.