PF pode recolher outros computadores da Casa Civil

Justificativa é de que funcionários que fizeram levantamento de dados podem ter usado outros equipamentos

Agência Brasil

11 de abril de 2008 | 19h05

A Polícia Federal (PF) pode pedir outros computadores da Casa Civil para a investigação sobre o  vazamento de dados  que integram o suposto dossiê com despesas do ex-presidente  Fernando Henrique Cardoso.   Veja também:   Vazamento de dossiê contra FHC abre guerra dentro da Casa Civil Dossiê FHC: o que dizem governo e oposição PF pede a governo dados sobre segurança da Casa Civil PF abre inquérito para apurar vazamento de dados de FHC Dossiê com dados do ex-presidente FHC  Entenda a crise dos cartões corporativos    A justificativa, de acordo com a assessoria da PF, é que os funcionários que fizeram o levantamento de dados da Casa Civil podem ter usado outros computadores, além dos sete que já estão com a Polícia Federal desde o último dia 8.   A previsão da PF é que a perícia das sete máquinas fique pronta na próxima semana. A partir daí, o delegado responsável pelo inquérito, Sérgio Barbosa Menezes, vai agendar os depoimentos necessários.   Na quinta, a PF encaminhou ao Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República um ofício pedindo imagens das câmeras de segurança da Casa Civil.   A assessoria do GSI confirmou ter recebido o pedido e informou que já está organizando o material para a PF, sem, no entanto, dar detalhes.   O inquérito foi aberto no último dia 7, após a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, ter encaminhado ao Ministério da Justiça pedido para que a PF investigue o vazamento.   O Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI) deve encaminhar à ministra-chefe da Casa Civil, na próxima semana, um relatório sobre a auditoria feita nos computadores. A auditoria foi pedida por Dilma Rousseff.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.