PF permanecerá na reserva Raposa Serra do Sol, diz MJ

O ministro da Justiça, Tarso Genro, manifestou preocupação com a reação dos 18 mil índios da região

Elvis Pereira, Agência Estado

09 de abril de 2008 | 20h37

Em nota emitida na noite desta quarta-feira, 9,, o Ministério da Justiça informou que a Polícia Federal (PF) cumprirá a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que suspendeu também nesta quarta-feira, 9, a retirada de pessoas não indígenas da reserva Raposa Serra do Sol, em Roraima. A PF, no entanto, está orientada a permanecer na região para continuar as operações correlatas que não envolvam a retirada de posseiros. A Advocacia Geral da União tentará reverter a decisão do STF.  Veja também:PF suspende desocupação na Raposa Serra do Sol até segundaGaleria de fotos da Raposa Serra do Sol Assista à entrevista de Roldão Arruda, enviado especial à região  ENQUETE: Os produtores rurais devem ser retirados da reserva indígena?  Saiba onde fica a reserva e entenda o conflito na região   De acordo com o comunicado, o ministro da Justiça, Tarso Genro, manifestou preocupação com a reação dos 18 mil índios da região, que aguardavam o cumprimento dos efeitos da demarcação. A pasta diz ter recebido nesta quarta-feira, 9, por meio da PF, uma proposta de um número significativo de posseiros não-índios para a desocupação pacífica das terras até segunda-feira, 14. O ministério pretende analisar a proposta "no momento oportuno dada à suspensão determinada pelo STF". 

Tudo o que sabemos sobre:
Raposa Serra do SolíndiosPFMJSTF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.