PF ouve Pereira sobre mensalão e Correios

O ex-secretário-geral do PT, Sílvio Pereira, está sendo ouvido, na Polícia Federal, em Brasília, pela equipe do delegado Luiz Flávio Zampronha. Além de questões relativas à entrevista que deu recentemente ao jornal O Globo, Silvinho, como é conhecido o ex-petista, foi chamado, também para esclarecer outros pontos do inquérito sobre a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos.A PF quer saber se Silvinho pode contribuir nas investigações sobre o esquema de troca de favores entre partidos aliados e governo, na indicação de cargos e arrecadação irregular de recursos para o fundo partidário.Depoimento à CPI dos BingosO ex-secretário-geral do PT foi protagonista ontem de um dos mais confusos depoimentos já tomados pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Bingos. Silvinho confirmou ter dado ao jornal O Globo a entrevista em que revelou detalhes do esquema ilegal de arrecadação montado pelo partido, mas disse não saber quando falou a verdade e quando recorreu "à ficção".Inconformados com as contradições e com as perguntas que Silvinho deixou sem resposta durante a sessão, os principais líderes da oposição insistiram na abertura de uma comissão específica, a "CPI do Silvinho", destinada a apurar o esquema urdido para abastecer os cofres do PT.Está marcada para hoje uma reunião dos partidos de oposição para decidir como agir depois do depoimento de Silvinho. O tema será discutido por dirigentes do PSDB, PFL, PDT, PPS e PV."Ele pensa que está nos levando no bico, mas não está""Vai ser difícil fugir de uma nova investigação. Ele esclareceu muito pouco. Ele pensa que está nos levando no bico, mas não está", disse o líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM). O tucano deu "mais valor ao que ele não esclareceu", por ver pistas do que deve ser investigado daqui para frente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.