PF investigará contas do PFL do Paraná

A Polícia Federal deve receber nesta sexta-feira o pedido do juiz da 1ª Zona Eleitoral de Curitiba, Espedito Reis do Amaral, para instaurar um inquérito, visando a apurar as denúncias de um caixa dois na campanha da coligação PFL-Movimento Curitiba Sempre com Você, que reelegeu Cassio Taniguchi como prefeito de Curitiba.O pedido atende solicitação dos candidatos que foram derrotados nas eleições do ano passado. O assunto também está sendo investigado pelos ministérios públicos estadual e federal.O partido é acusado de ter gasto quase R$ 33 milhões na campanha embora tivesse declarado apenas R$ 3,1 milhões ao Tribunal Regional Eleitoral. As acusações baseiam-se em cópias de recibos e de um livro-caixa. A Promotoria de Justiça de Proteção ao Patrimônio Público está tomando depoimentos de várias pessoas citadas no livro, além de funcionários do comitê do PFL.Pelo menos duas testemunhas disseram que havia um comitê paralelo, que funcionava em local distante do oficial. O advogado do PFL, Antonio Augusto Figueiredo Basto, não retornou às ligações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.