PF investiga desvio de recursos públicos no Maranhão

A Polícia Federal (PF) e a Controladoria-Geral da União (CGU) desencadearam hoje uma operação para desarticular um esquema de desvio de recursos públicos no Maranhão. Foram expedidos 39 mandados de busca e apreensão em seis cidades, incluindo a capital, São Luís.

EQUIPE AE, Agência Estado

25 de fevereiro de 2011 | 14h42

A investigação envolve pelo menos 55 pessoas. Elas teriam feito uso indevido de recursos provenientes do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) destinados originalmente à construção de casas em projetos de assentamentos para beneficiários do Programa Nacional de Reforma Agrária. Entre as provas do desvio estão o registro de casas inacabadas nos assentamentos, apesar de o dinheiro para a construção já ter sido liberado.

Entre os investigados estão servidores e ex-servidores do Incra, do Instituto de Colonização e Terra do Maranhão (Iterma), um delegado agrário, construtores, lobistas e presidentes de associações e cooperativas de assentados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.