PF investiga desvio de recursos federais em Rondônia

A Polícia Federal (PF) de Ji-Paraná (Rondônia) deflagrou na manhã de hoje a Operação Borduna com o objetivo de desarticular uma suposta organização criminosa que desviava recursos públicos federais. Até o momento, com base nas análises documentais, há indício de que o desvio chega a R$ 2,1 milhões por meio de direcionamento de licitações, simulações de prestações de serviços e de compras de produtos.

AE, Agência Estado

24 de junho de 2010 | 13h43

De acordo com a PF, estão sendo cumpridos 16 mandados de busca e apreensão e cinco mandados de prisão temporária em empresas e residências dos investigados, nos municípios de Ji-Paraná, Cacoal e Porto Velho. A ação teve o apoio do Ministério Público Federal e da Controladoria-Geral da União.

As investigações, que tiveram início em 2007, revelaram que os acusados utilizaram a Associação de Deficientes Físicos da Amazônia Legal (Asdefal), uma pequena associação sediada no município de Ji-Paraná, para obterem recursos públicos federais que deveriam ser utilizados na prestação de atenção à saúde de índios da região. O recursos eram repassados pelo Ministério da Saúde ou pelos municípios que possuem indígenas na sua população.

Tudo o que sabemos sobre:
desvioRondôniaoperaçãoPF

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.