PF inicia nova investigação no painel do Senado

Representantes da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), da Polícia Federal (PF) e da comissão de inquérito que apura a violação do painel do Senado participaram ontem da operação de retirada dos sete discos rígidos dos computadores do plenário. A PF vai fazer exatamente a mesma investigação já realizada pela Unicamp, na qual identificou os 18 pontos vulneráveis no sistema de votação da Casa. O objetivo é apurar se ocorreram outras violações do painel, além da executada no dia da cassação de Luiz Estevão. Os registros pesquisados são a partir de setembro de 1999 até o momento em que os discos rígidos foram retirados do computador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.