PF indicia Nahas, Pitta e mais 22 pessoas

A Polícia Federal indiciou 24 pessoas no Inquérito 12.234/08, desdobramento da Operação Satiagraha que imputa ao grupo do investidor Naji Nahas e do ex-prefeito Celso Pitta crimes de evasão de divisas, operação de instituição financeira sem autorização, falsidade ideológica, fraude na administração de sociedade anônima e formação de quadrilha. O inquérito foi concluído quinta-feira e remetido à Justiça Federal. Ontem, a PF comunicou o ministro da Justiça, Tarso Genro, sobre o encerramento dessa etapa da Satiagraha, que culminou com o indiciamento de Nahas, Pitta e de outros 22 investigados.

AE, Agencia Estado

28 de abril de 2009 | 08h20

 

Veja Também:

Protógenes, Dantas e Lacerda escapam de indiciamento na CPI

especialCronologia da Operação Satiagraha

especialVeja o perfil de Dantas e de outros alvos da Satiagraha 

especialAs prisões de Daniel Dantas

Entre os indiciados estão empresários e doleiros suspeitos de operar no mercado financeiro para fazer lavagem de dinheiro. Segundo a PF, a Satiagraha era formada por dois núcleos, um dirigido por Daniel Dantas, sócio-fundador do Grupo Opportunity, outro por Nahas. O criminalista Sérgio Rosenthal, defensor de Nahas, e o ex-prefeito Pitta não foram localizados para falar do indiciamento. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
SatiagrahaNahasPitta

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.