PF indicia 71 prefeitos e 33 parlamentares em MT

A Polícia Federal indiciou ontem 71 prefeitos, 33 ex-parlamentares e outros 354 membros da suposta organização criminosa que operava a "máfia dos sanguessugas" em Mato Grosso. O esquema, que fraudava compra de ambulâncias, foi desbaratado em 2006 e teria movimentado cerca de R$ 110 milhões. A Controladoria-Geral da União (CGU) estima que o grupo teria causado um prejuízo de R$ 15,5 milhões aos cofres públicos. Os indiciados vão responder por crimes de corrupção passiva, tráfico de influência, fraude de licitação, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. Segundo o delegado federal Paulo Repetto, responsável pelos inquéritos, a maior dificuldade na conclusão dos trabalhos foi o grande número de envolvidos, de várias partes do País. O delegado informou que já foram concluídos 94% dos trabalhos. Restam oito inquéritos para encerrar as investigações, e o número de indiciados pode subir de 456 para 468. Até o momento, o Ministério Público Federal denunciou 285 pessoas, num total de 17 sentenças na Justiça Federal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.