Divulgação
Divulgação

PF indicia 25 beneficiários do Bolsa Família por suspeita de fraude

Denúncia têm como base documentos fornecidos pela CGU em que constam indícios de rendas incompatíveis para o recebimento dos recursos na cidade de Pontal (SP)

Gustavo Porto, O Estado de S.Paulo

11 de dezembro de 2015 | 18h56

RIBEIRÃO PRETO - A Polícia Federal informou nesta sexta-feira, 11, ter indiciado 25 beneficiários do programa Bolsa Família por suspeita de fraude para o recebimento do benefício na cidade de Pontal (SP), região de Ribeirão Preto. Em 35 inquéritos iniciados em 2014 com base em documentos fornecidos pela Controladoria Geral da União (CGU), a PF apontou indícios de rendas incompatíveis para o recebimento de recursos do Bolsa Família por meio declarações falsas à gestão local do programa.

Segundo a PF, entre as informações consideradas falsas foram detectadas declarações de composição de grupos familiares com pessoas que não residiam no mesmo endereço, omissão de pessoas das famílias com renda superior ao permitido para o programa, omissão de rendas, bens e vínculos de empregos, além de declaração de despesas inexistentes. Entre os investigados, de acordo com a polícia, havia servidores públicos municipais e profissionais autônomos com renda familiar superior a R$ 3 mil.

Por meio do cruzamento de informações de órgãos públicos e de instituições privadas foi possível comprovar fraudes cujo total estimado chega a R$ 150 mil, de acordo com a PF. Os beneficiários que forneceram informações falsas foram indiciados por estelionato, cuja pena pode chegar a seis anos e oito meses de prisão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.