PF faz operação contra lavagem de dinheiro

Policiais cumprem 41 mandados de prisão em cidades do Sul e São Paulo contra grupo acusado de movimentar R$ 600 milhões

O Estado de S. Paulo

05 de março de 2015 | 10h33

São Paulo - A Polícia Federal e a Receita Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira, 5, a Operação Bemol, que investiga crimes de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Serão cumpridos sete mandados de prisão preventiva, 34 mandados de prisão temporária, 25 mandados de condução coercitiva e 68 mandados de busca e apreensão nos municípios de Foz do Iguaçu (PR), Santa Terezinha de Itaipu (PR), Matelândia (PR), Cascavel (PR), Toledo (PR), Altônia (PR), Joinville (SC), Soledade (RS), Ribeirão Preto (SP) e Monte Aprazível (SP).

De acordo com informações da PF, trata-se de uma organização criminosa transnacional que, em menos de cinco anos, teria movimentado mais de R$ 600 milhões de origem ilícita por meio de empresas ligadas ao grupo, a maioria fantasma.

A organização usaria contas bancárias de 87 empresas para receber dinheiro de pessoas físicas e jurídicas interessadas em comprar mercadorias, drogas e cigarros vindos do Paraguai.

A ação foi batizada de "Bemol" porque tem objetivo igual ao da Operação Sustenido, deflagrada no ano passado, também em Foz do Iguaçu, para investigar prática dos mesmos crimes.

A Polícia Federal vai apresentar os detalhes da operação ainda nesta quinta-feira.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Operação BemolPolícia Federal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.