PF deve indiciar ex-proprietário da Alcobras

O ex-proprietário da Empresa Álcool Brasileiro S/A (Alcobras), José Alves Pereira, deverá ser indiciado pela Polícia Federal (PF) por crime contra o patrimônio público. Pereira usou mais de R$ 151 milhões do Fundo de Investimento da Amazônia (Finam) para construir uma usina de álcool que só operou um dia, em 1992. O Finam é uma linha de crédito administrado pela Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam).O inquérito da PF está sendo conduzido pelo delegado Celso Mantovani. O superintendente da PF, Ney Ferreira de Sousa, tem como certo o indiciamento de Pereira mas não são fornecidos detalhes da investigação. A Alcobrás recebeu também recursos do Banco do Brasil (BB) e da iniciativa privada. Pereira teria entrado com 4% dos R$ 800 milhões consumidos no projeto.Na última sexta-feira, o procurador da República, Marcus Vinicius Aguiar, realizou inspeção em uma fazenda de gado implantada com dinheiro da Sudam. Ele não divulgou o nome ou endereço da fazenda mas adiantou que, ao menos naquele empreendimento, não observou irregularidades.Nove projetos estão sendo investigados pelo Ministério Público Federal. Três já foram denunciados por Aguiar, que pediu a indisponibilidade dos bens e a devolução do dinheiro desviado. Aguiar prepara agora a ação penal, onde poderá até pedir a prisão dos envolvidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.