PF centralizará dados sobre mandados de prisão

O ministro da Justiça, Miguel Reale Júnior, anunciou hoje, a criação de uma Central de Dados de Mandados de Prisão, que será instalada na Polícia Federal, mas atenderá a todo o País. Segundo Reale, hoje no Brasil existem 300 mil pessoas procuradas pela Justiça, mas há poucas informações sobre isso nas delegacias e nas próprias secretarias de Segurança dos Estados. "Vamos trabalhar, a partir de agora, com mais informações e usando os setores de inteligência", afirmou. Ele conversou pela manhã com o presidente Fernando Henrique Cardoso, quando foi decidido que as operações conjuntas entre a PF e as polícias estaduais, como a que foi feita no Rio de Janeiro, serão estendidas para outras regiões, inclusive São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.