PF apura presença de Protógenes em programa eleitoral

O diretor da Polícia Federal, Luiz Fernando Corrêa, afirmou que a Corregedoria da PF abriu um procedimento interno para apurar a participação do delegado Protógenes Queiroz em um programa eleitoral nas eleições municipais em Poços de Caldas, no interior de Minas Gerais. "Nós, servidores públicos da ativa, não podemos nos envolver em campanhas partidárias. Segundo consta, tem a participação dele em um programa (eleitoral). Então, a Corregedoria está instaurando procedimento. O resultado, só ao final do relatório", afirmou Corrêa.

PEDRO DANTAS, Agencia Estado

06 de abril de 2009 | 17h52

Questionado se o delegado infringiu o regimento interno da Polícia Federal, Corrêa foi taxativo: "Se ele participou, sim. Agora, vamos apurar", afirmou. A aparição de Protógenes teria acontecido na propaganda política do candidato do PT à prefeitura de Poços de Caldas, Paulo Tadeu Silva. Na propaganda, o delegado declarou apoio ao candidato e prometeu trazer uma delegacia da PF para a cidade. O processo administrativo tem prazo de 30 dias para ser concluído, prorrogável por mais 30 dias.

Tudo o que sabemos sobre:
PFProtógenes Queirozcampanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.