PF apura convênio de Rosinha

A Polícia Federal do Rio está investigando um novo escândalo no governo Rosinha Matheus (PMDB)- o provável desvio de dinheiro repassado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), através do convênio 107/2003, destinado ao Projeto de Democratização de Informações da Segurança Pública.O convênio, garante a Senasp, "não foi executado com as especificações previstas". Por isso, pede a devolução dos R$ 5,5 milhões repassados - em valores atualizados, são R$ 8,5 milhões. Segundo a assessoria da Secretaria de Segurança, não houve desvio: "Apenas o convênio não conseguiu atingir seus objetivos."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.