PF acusa deputado de fraudar Previdência

A Polícia Federal desarticulou ontem, na Operação Auxílio-Sufrágio, quadrilha que fraudava a Previdência no Espírito Santo desde 2003. O deputado estadual Wolmar Campostrini (PDT) é apontado pela PF como articulador do grupo e só não foi preso porque tem imunidade parlamentar. Campostrini não se pronunciou até a noite.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.