Petroleiros param em três refinarias de SP

Petroleiros da Refinaria do Planalto, em Paulínia, próximo a Campinas, paralisaram suas atividades por 24 horas, a partir da manhã de hoje. O mesmo está ocorrendo em outras refinarias como a do Vale do Paraíba (Revap) e de Cubatão (Refinaria Presidente Bernardes). Os petroleiros querem mais segurança no trabalho. Estas paralisações não devem prejudicar o fornecimento de derivados de petróleo, pois os serviços de manutenção nas refinarias serão mantidos, segundo informações do próprio sindicato. Em Macaé, na Bacia de Campos, haverá um ato ecumênico na manhã de hoje, em memória dos funcionários mortos na plataforma P-36.Os petroleiros também deverão retardar o embarque dos trabalhadores que se dirigem às plataformas marítimas da Petrobras na região. Foi confirmado hoje, em Macaé, que a justiça local determinou a presença de um sindicalista na comissão de investigação do acidente com a plataforma. A Petrobras alegava que membros da comissão dos funcionários da empresa, da área de segurança, já participavam dos trabalhos de investigação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.