Petroleiros farão greve de 24 horas

Os petroleiros de todo o País programaram manifestações e deverão entrar em greve por 24 horas na quinta-feira, quando se completa uma semana do acidente com a a Plataforma P-36, no qual dez funcionários da Petrobras morreram - nove ainda estão desaparecidos - e um ficou gravemente ferido. A Federação Única dos Petroleiros (FUP) aprovou indicativo de paralisação da categoria."Vamos fazer uma mobilização nacional para protestar contra a falta de segurança e por melhores condições de trabalho", disse o diretor de Imprensa da FUP, Antônio Carrara. O indicativo de greve foi aprovado depois que a P-36 afundou na Bacia de Campos, no litoral norte do Estado. "Agora, os sindicatos estão discutindo a realização da greve com a categoria, em assembléias", explicou Carrara.O diretor do Sindipetro-RJ, Coaracy Guimarães, disse que está programado para o meio-dia de quinta-feira uma manifestação na frente do edifício-sede da Petrobras. "Será um ato para lembrar a morte de nossos companheiros. A paralisação da categoria é muito importante", declarou Guimarães.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.