Petroleiros da brigada ainda estão na P-7, diz FUP

A direção da Federação Única dos Petroleiros (FUP) informou que dos 143 trabalhadores da plataforma Petrobras-7 (P-7), que estavam no local no momento do acidente, 106 foram transferidos sem qualquer ferimento decorrente do acidente. Os outros 37 petroleiros pertencem às brigadas de incêndio e de emergência e por isso ficaram na plataforma.A FUP não menciona se os 37 trabalhadores que estão na plataforma correm risco de vida. A Federação, porém, admite que há um clima de insegurança na Bacia de Campos, desde a tragédia com a P-36, que vitimou 11 pessoas. Até o meio-dia desta quinta-feira, o vazamento de óleo do acidente de hoje equivalia a uma mancha de 10 quilômetros. A produção foi cessada nas primeiras horas da ocorrência - ao contrário do que ocorreu com a P-36, que apresentava problemas antes de explodir, mas não foi desativada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.