Petrobrás será punida se houver danos ambientais

A Petrobras será punida em caso de "qualquer tipo de dano ambiental" decorrente do acidente na P-36, na bacia de Campos, garantiu o ministro do Meio Ambiente, José Sarney Filho. Equipes do Ibama avaliarão os eventuais prejuízos provocados pelo desastre de hoje. Sarney Filho lembrou que no caso dos vazamentos ocorridos na Baía de Guanabara, em janeiro do ano passado, e no Paraná, em junho, ficou comprovada a falha da estatal no que diz respeito às ações para prevenir as ocorrências. "Nesses casos, os acidentes aconteceram em equipamentos de transporte de petróleo; agora é um caso diferente, que precisa ser avaliado porque os problemas aconteceram na área de produção da Petrobras." (Paulo Cabral)Ouça a entrevista de Reichstul à Rádio Eldorado RJ: explosões destroem plataforma de petróleo Petrobrás: 10 desaparecidos na explosão da plataforma no RioExplosão de plataforma: um morto e dois feridosPetrobrás: causa de acidente ainda é desconhecidaMinistro José Jorge vai ao RioPetrobrás: em 3 anos, 99 acidentes e 32 mortesDespreparo pode ser a causa de acidentesAcidente derruba ações da PetrobrásFerido em acidente teve 98% do corpo queimadoPetrobrás identifica desaparecidos no acidentePT acompanha perícia na plataformaPetrobrás: Defesa Civil corre contra o tempoPetrobrás: familiares estão sem notíciasPetrobrás: há risco de a plataforma P36 afundarP-36 produz 180 mil barris por diaSe plataforma afundar, pode ocorrer vazamentoPetrobrás: veja o impacto do acidente nas açõesChances de encontrar sobreviventes são remotasEstabilidade da plataforma é prioridadePresidente da Petrobrás não está ameaçado, diz FHCSindicato considera satisfatória ajuda da PetrobrásDéficit na balança deve aumentar com acidente da Petrobrás"Foi desesperador", diz engenheiro da Petrobrás

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.