Petrobrás explica contenção de vazamento

A Petrobrás divulgou nota oficial explicando as medidas tomadas para conter o vazamento de óleo na plataforma P-7, iniciado nesta madrugada. A empresa informa que duas embarcações foram enviadas ao local para conter a mancha de petróleo no mar, e que os trabalhos a bordo da plataforma, para deter o vazamento, prosseguem. A seguir, a íntegra da nota:A Petrobrás mobilizou, desde as primeiras horas de hoje, duas embarcações especializadas em controle ambiental para conter a mancha de óleo em torno da plataforma P-7, localizada a 120 quilômetros de Macaé, na Bacia de Campos. O vazamento foi constatado às 4h45 na tubulação de produção do poço Bicudo-12, no campo de Bicudo. Em sobrevôo feito no local por volta das 10 horas, a Petrobrás constatou que haviam vazado aproximadamente 13 mil litros de óleo de 27 graus API. As duas embarcações estão equipadas com 300 metros de barreiras de contenção cada uma, além de equipamentos de recolhimento e armazenamento de óleo, com capacidade superior a dois milhões de litros. As operações de controle do poço prosseguem a bordo da plataforma. A produção da P-7, que é de 15 mil barris de petróleo por dia, foi imediatamente interrompida, desde que foi constatada a ocorrência. O Campo de Bicudo está em produção desde a década de 80 e opera a uma lâmina d´água de 210 metros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.