Petrobras diz que vazamento na P-7 já foi controlado

A assessoria de imprensa da Petrobras divulgou nota em que informa que o vazamento na Bacia de Campos já foi controlado. Leia a íntegra da nota: "Não vaza mais óleo pela tubulação de produção do poço BI-12 do Campo de Bicudo, na Bacia de Campos. As operações de controle foram bem-sucedidas, e agora o trabalho das equipes está concentrado na contenção e recolhimento do óleo derramado. Estimativas preliminares, feitas em sobrevôo realizado pela manhã, calculavam que o volume de óleo derramado chegasse a 13 mil litros. Avaliação mais acurada, feita posteriormente em conjunto com o Ibama e a Feema, calculou que o volume era maior, chegando a aproximadamente 25 mil litros. Como foram adotadas todas as medidas de contenção recomendáveis nesses casos, como o uso de barreiras e equipamentos de sucção e armazenamento, é praticamente nula a possibilidade de que o óleo atinja a costa e cause danos ambientais. A Petrobras mobilizou, desde as primeiras horas de hoje, embarcações especializadas em controle ambiental para conter a mancha de óleo que se formou em torno da plataforma P-7, que opera no local, a 120 quilômetros de Macaé.O vazamento foi constatado às 4h45m na tubulação de produção do poço Bicudo-12, no Campo de Bicudo. As duas embarcações que operam no local estão equipadas com 300 metros de barreiras de contenção cada uma, além de equipamentos de recolhimento e armazenamento de óleo, com capacidade superior a 2 milhões de litros.A produção da P-7, que é de 15 mil barris de petróleo por dia, foi imediatamente interrompida, desde que foi constatada a ocorrência. O Campo de Bicudo está em produção desde a década de 80 e opera a uma lâmina d´água de 210 metros. Logo que se constatou o vazamento, a plataforma foi evacuada, como medida de precaução. Ficaram no local apenas 37 homens necessários para as operações de controle do poço dos 143 que ali trabalhavam."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.