Petistas do Vale do Paraíba recebem cartas com ameaças

O prefeito do pequeno município de São Bento do Sapucaí, localizado na Serra da Mantiqueira, entre São Paulo e Minas Gerais, Geraldo de Souza Dias (PT), recebeu hoje uma carta com ameaças de morte, enviada por um grupo que se diz pertencer à Frente de Ação Revolucionária Brasileira. Cópias da correspondência também foram encaminhadas ontem para a vereadora Maria Izélia da Conceição (PT), de São José dos Campos, e para o prefeito de Jacareí, Marco Aurélio de Souza, do mesmo partido. As correspondências foram postadas em Ribeirão Preto e, segundo seu conteúdo, o grupo teria ligação com a morte do prefeito de Campinas, Antonio da Costa Santos. A vereadora de São José dos Campos disse que não se sentiu ameaçada. "Apenas fiquei com um pé atrás, achando estranho o recebimento desta carta". Ela afirma que não vai mudar a rotina e que apenas tomará alguns cuidados com a segurança própria. Já o prefeito de Jacareí não quis falar sobre o assunto. Informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que a carta não modifica em nada sua administração ou em sua vida. Para o líder do PT na Assembléia Legislativa, o deputado Carlinhos de Almeida, não se pode superestimar o envio destas cartas. "Quem as enviou quer dar a impressão de ser de extrema esquerda, mas o que percebemos, pela linguagem da carta, é que são pessoas ligadas a facções criminosas e que não conhecem o PT". Os casos foram levados ao conhecimento da polícia. O delegado seccional de São José dos Campos, Roberto Monteiro está investigando o caso e vai ouvir os políticos que receberam as correspondências.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.