Petista pede comissão mista

O líder do PT na Câmara, Cândido Vaccarezza (SP), rejeitou ontem a proposta de criação de uma CPI mista da Petrobrás, para evitar uma investigação apenas no Senado. Mesmo sem o aval da cúpula partidária, o deputado André Vargas (PT-PR) promete levar hoje à reunião da bancada a ideia de coletar assinaturas para uma comissão formada por deputados e senadores. Ele deixou claro que é contra a CPI, mas, se for inevitável, deve ter a participação da Câmara.André Vargas chegou a falar na criação de uma CPI só da Câmara, como resposta à do Senado. Depois de ouvir companheiros de partido, recuou e ficou apenas com a sugestão da CPI mista. "Se eles (senadores oposicionistas) querem uma CPI equilibrada, nós queremos que os deputados também participem." Segundo ele, "há uma avaliação de que uma CPI irresponsável como essa possa interferir, inclusive, na valorização da empresa". Vaccarezza não quer a bancada envolvida em coleta de assinaturas para a CPI mista. "Respeito o deputado André Vargas, pode ser uma iniciativa dele. A bancada do PT não vai colher assinatura para CPI mista. Sou contra CPI no Senado, contra CPI na Câmara, contra CPI mista. O PT vai trabalhar no Senado para que esta CPI não se realize", disse. "Esta CPI é uma irresponsabilidade do PSDB", criticou. O portal do PT nacional reproduziu nota oficial da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e da Federação Única dos Petroleiros (FUP), braços sindicais do partido, contra a CPI. Na nota, o presidente da CUT, Artur Henrique, e o coordenador da FUP José Antônio de Moraes dizem que "de forma irresponsável, o PSDB (...) quer inviabilizar alguns dos maiores investimentos do País, através de uma CPI que tem o claro intuito de desestabilizar a principal ferramenta do Brasil de combate à crise".A nota diz ainda que a intenção da CPI é "paralisar a Petrobrás, desconstruindo sua imagem de empresa sólida, para retardar o máximo possível a exploração do pré-sal".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.