Petista João Pedro vai relatar caso Schincariol

O presidente do Conselho de Ética do Senado, senador Leomar Quintanilha (PMDB-TO), anunciou a escolha do senador João Pedro (PT-AM) para ser o relator do processo em que o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), é acusado de favorecer a cervejaria Schincariol depois que a empresa comprou uma fábrica de refrigerantes da família Calheiros, em Alagoas. Renan teria intercedido a favor da Schincariol junto à Receita Federal e ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Quintanilha teve dificuldades para escolher o relator. Depois de muito procurar, e de insistir no convite a Adelmir Santana (DEM-DF), sem êxito, ele conseguiu que João Pedro, suplente do ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, aceitasse a tarefa.PERÍCIAO senador Renato Casagrande (PSB-ES), um dos três relatores do primeiro processo contra Renan - em que ele é acusado de pagar despesas pessoais com dinheiro de um lobista de empreiteira -, informou que a Polícia Federal (PF) não encaminhará hoje ao Conselho de Ética, e sim na segunda-feira, o resultado da perícia em documentos apresentados por Renan que tenta provar ter faturado R$ 1,9 milhão com venda de gado de suas fazendas.A decisão dos peritos da PF de adiar para segunda-feira a apresentação do resultado ocorreu porque eles receberam novos documentos relacionados ao caso e também porque cópias de extratos de depósitos bancários foram entregues ontem ao Senado pela jornalista Mônica Veloso, com quem Renan tem uma filha de três anos. "Tudo precisará ser analisado e eles pediram mais dois dias", explicou Casagrande.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.