Petista diz que Alckmin não defende interesses do Estado

O deputado Antonio Mentor, líder do PT na Assembléia Legislativa de São Paulo, acusou hoje o governador Geraldo Alckmin "de falta de rigor na defesa dos interesses do Estado" por não ter agido para impedir a anistia a grandes devedores do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e serviços (ICMS). A anistia foi concedida com base em uma emenda ao projeto de lei de 1997, que aumentou de 17% para 18% a alíquota do imposto no Estado. A anistia permitida pela emenda de autoria do deputado Nelson Salomé (PL) está sendo investigada pelo Ministério Público Estadual, que suspeita de favorecimento na operação. Segundo cálculos do MP, em apenas um dos casos, o da Restco Ltda, empresa que controla lojas Mc Donald´s em São Paulo, os prejuízos aos cofres públicos atingiram R$ 125 milhões. "Em projetos com muito menor importância o governador agiu com rigor para derrubar emendas e vetos da Assembléia, por que não houve nenhuma atuação nesse caso?", questiona Mentor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.