Petista cita 'frustração' de Aécio e diz que investigações estão em andamento

Senador Humberto Costa alfinetou discurso de Aécio na tribuna do Senado e lembrou que é importante também apurar denúncias envolvendo a oposição

Nivaldo Souza e Ricardo Della Coletta, O Estado de S. Paulo

05 de novembro de 2014 | 19h04

 Brasília - O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), afirmou nesta tarde que recebeu como um gesto de "frustração" o discurso do senador Aécio Neves (PSDB-MG) na tribuna da Casa, em seu primeiro pronunciamento após a derrota na corrida presidencial para Dilma Rousseff (PT). "O meu sentimento é de que ele trouxe muita frustração e a dificuldade de aceitar a derrota", disse ao Broadcast Político, serviço em tempo real da Agência Estado.

O petista afirmou também que já está em andamento a condição imposta pelo tucano para que o diálogo da oposição e do governo seja pautado pelo aprofundamento das investigações de desvios na Petrobrás. "Isso é o que estão fazendo o governo, o Ministério Público e a Justiça", disse.

Em seu discurso de cerca de 30 minutos na tribuna do Senado, o senador tucano voltou a criticar a campanha petista pelos seus ataques e disse que só começaria o diálogo com o governo se fossem apresentadas propostas de interesse dos brasileiros e "aprofundadas" as investigações do escândalo envolvendo a Petrobrás. "Qualquer diálogo tem que estar condicionado ao aprofundamento das investigações e exemplares punições daqueles que protagonizaram o maior escândalo de corrupção do País conhecido como 'petrolão'", afirmou Aécio.

Em entrevista, contudo, Costa recordou que o PSDB também foi apontado como beneficiado do esquema de desvio de recursos da estatal, coordenado pelo doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor da Petrobrás Paulo Roberto Costa. Em depoimento à Polícia Federal, o ex-diretor afirmou ter pagado R$ 10 milhões ao ex-presidente do PSDB Sérgio Guerra, morto no início deste ano. "É importante que se apurem todas a denúncias, inclusive as que envolvem a oposição", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
Aecio NevesPSDBHumberto Costa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.