Petista apresenta moção de repúdio a 'golpe' no Paraguai

O líder do PT no Senado, Walter Pinheiro, protocolou nesta quarta uma moção de repúdio ao que chama de "golpe de Estado perpetrado na República do Paraguai contra o presidente Fernando Lugo". O requerimento segue para avaliação da Comissão de Relações Exteriores do Senado.

EDUARDO BRESCIANI, Agência Estado

27 Junho 2012 | 20h04

Pinheiro pede que "todos os governos da região e do mundo" não reconheçam o governo de Federico Franco e que o Mercosul e a Unasul suspendam as prerrogativas e os direitos políticos do Paraguai "até que a ordem democrática seja restabelecida".

Na visão do petista, as acusações que levaram ao impeachment de Lugo são frágeis e levianas. Ele destaca o "rito sumário" e afirma que o presidente deposto não teve direito de defesa.

Mais conteúdo sobre:
ParaguaiPTmoção

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.