Petista ameça levar ex-diretor-geral do Senado 'aos tribunais'

Viana ficou 'indignado' com insinuações de Agaciel Maia de que ex-presidentes da Casa sabiam de atos secretos

Agência Brasil

16 de junho de 2009 | 15h39

O senador Tião Viana (PT-AC) ameaçou, nesta terça-feira, 16, "levar aos tribunais" o ex-diretor-geral do Senado Agaciel Maia. O parlamentar, que ocupou interinamente a presidência da Casa a partir da renúncia de Renan Calheiros (PMDB-AL), em dezembro de 2007, ficou indignado com insinuações do ex-diretor de que os ex-presidentes da Casa tinham conhecimento dos atos administrativos praticados por ele.

 

Veja também:

especialEntenda o escândalo dos cargos e benesses do Senado

linkSob denúncias, Senado lança campanha na TV

linkSarney deve se explicar hoje no plenário da Casa

 

O petista tratou do assunto logo no início da sessão desta tarde em discurso da tribuna. "Deixei claro que Agaciel Maia fez ilações que poderiam envolver todos os presidentes. Como ocupei interinamente o cargo, disse que não colocasse suspeita sobre meu nome, caso contrário serei obrigado a levá-lo aos tribunais", afirmou.

 

Tião Viana, que neste ano disputou a presidência do Senado com José Sarney, lembrou que, logo após a derrota, propôs ao peemedebista que realizasse uma administração capaz de unir a Casa. "Infelizmente, o presidente Sarney agiu com seu grupo apoiador e chegou nesta crise", ressaltou.

 

O parlamentar acrescentou que, mesmo se a presidência do Senado estivesse vaga, não ocuparia o cargo. Segundo ele, não há condições agora de costurar uma maioria capaz de estar sintonizada com a sociedade nem uma agenda que promova as transformações que o país necessita.

 

Na opinião do senador, a postura de alguns senadores, como Cristovam Buarque (PDT-DF), Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) e Pedro Simon (PMDB-RS), entre outros, não é contra o presidente do Senado, mas em favor do Legislativo. Ele acrescentou, no entanto, que indiretamente a ação atinge Sarney.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.