Petista acata pedido do MST e propõe CPI de usinas

O deputado estadual Nélson Pereira (PT) acatou sugestão dolíder regional do Movimento dos Sem-Terra (MST), Jaime Amorim, e vai proporamanhã, na Assembléia Legislativa, a criação de uma Comissão Parlamentar deInquérito (CPI) para investigar as relações de trabalho nas usinas dePernambuco. Amorim quer que a apuração comece na Usina Aliança, no município deAliança, na zona da mata, empresa que o MST responsabiliza por assassinatode trabalhadores, exploração de trabalho infantil, retenção de carteiras detrabalho e indenizações fraudulentas. A usina está desativada há cinco anose foi ocupada e depredada pelos sem-terra há dez dias, no início da MarchaNacional pela Reforma Agrária no Estado. As terras da usina foramconsideradas improdutivas pelo Incra e só não foram desapropriadas porque o dono da usina entrou com ação cautelar na Justiça este ano conseguindo asuspensão do processo. Amanhã lideranças do MST e da Comissão Pastoral da Terra (CPT) reúnem-senovamente com o superintendente regional do Incra, Geraldo Eugênio, paradiscutir pauta de reivindicações dos movimentos. O MST quer que o órgãoespecifique quando serão vistoriadas as 240 áreas ocupadas no Estado. Dependendo do resultado do encontro, os movimentos irão ou nãoocupar a sede do Incra no início da noite de amanhã, depois da programaçãodo Dia Internacional da Luta no Campo, que marca o encerramento da marcha erelembra o quinto aniversário da morte de 19 sem-terra em Eldorado dosCarajás, no Pará.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.