Pesquisa vai traçar mapa da corrupção no Brasil

O primeiro mapa sobre fraude e corrupção nas empresas brasileiras começa a ser desenhado, neste mês, pela Kroll do Brasil, uma das maiores empresas de consultoria e gerenciamento de riscos do mundo, e pela Transparência Brasil, organização de pesquisa e estudos sobre a realidade social e política brasileira. O mapa da corrupção empresarial será traçado a partir de uma pesquisa com 1.500 entrevistas, realizadas com diretores e altos executivos de grandes empresas nacionais e multinacionais instaladas no país."Será a maior pesquisa sobre fraude e corrupção já realizada no país", afirmou, nesta terça-feira, o diretor responsável pela pesquisa na Kroll, Eduardo Gomide, afirmou que a pesquisa vai procurar definir os impactos da corrupção e das fraudes empresariais na vida nacional e seus reflexos nas finanças das empresas. "Tentaremos traçar ainda o perfil do indivíduo que furta e corrompe no Brasil", diz ele. Para Gomide, o mapa da corrupção também servirá de guia para empresários. "Sabe-se que as empresas que sonegam impostos e pagam propina são aquelas mais freqüentemente atingidas pela fraude interna. Isso ocorre, certamente, pela ausência de valores éticos, que se espalha pela organização e contamina todo mundo", argumenta ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.